domingo, 6 de agosto de 2017

ATUAÇÕES - FLUMINENSE 3 X 1 ATLÉTICO-GO, OPÇÃO 2

Confira as avaliações dos jogadores sob a perspectiva dos jornalistas do site
 
JÚLIO CÉSAR – Nota: 5,5
– Não fez nenhuma defesa complicada e também não teve culpa no gol que sofreu.
MATEUS NORTON – Nota: 6,0
– Não comprometeu e fechou bem o setor direito, apesar de ter avançado pouco.
(ROBERT) – Nota: Sem nota
– Entrou perto do fim do jogo e não deu tempo de ser avaliado.
HENRIQUE – Nota: 5,0
– Falhou clamorosamente no gol do Atlético-GO e tentou se reerguer na etapa complementar.
RENATO CHAVES – Nota: 6,0
– Voltou com todo o gás, dando mais solidez ao time. Precisa ser menos afobado.
MARLON – Nota: 6,5
– Se ficar mais concentrado na defesa, vai ser indispensável para o time. Deu uma bela assistência e apareceu bastante ofensivamente, dando opção aos meias.
MARLON FREITAS – Nota: 6,0
– Leão de chácara. Chega firme na marcação e, ainda, aparece de surpresa. Vem crescendo jogo após jogo, mas precisa entender que não dá pra tentar fazer bonito sempre. Precisa se basear no simples.
WENDEL – Nota: 7,5
– Quando resolve jogar, é imprescindível. Organiza o time e dificilmente se omite. Fez gol de oportunismo.
SCARPA – Nota: 6,0
– Não conseguiu ser tão presente na criação, mas buscava o jogo a todo instante. Errava e tentava de novo. Apesar de não ter brilhado, é peça fundamental no esquema de Abel.
CALAZANS – Nota: 5,0
– Deixou o campo com menos de 25 minutos de bola rolando, por conta de um entorse no joelho.
(MATHEUS ALESSANDRO) – Nota: 7,0
– Entrou muito bem, sem sentir o peso da responsabilidade. Habilidoso, brindou sua atuação sóbria com uma boa assistência.
WELLINGTON SILVA – Nota: 7,5
– Se os franceses detectaram o tal problema no púbis, os brasileiros, em especial os tricolores, dão graças a Deus por ele não ter ido para a Europa por conta disto. Sempre arisco, fez um lindo gol e participou do lance que deu origem a outro.
(PEU) – Nota: 5,5
– Entrou no lugar de Wellington Silva, mas não finalizou em nenhum momento, jogando mais recuado, buscando bola quase na linha do meio de campo.
HENRIQUE DOURADO – Nota: 6,5
– Sumido em praticamente todo o jogo. Na única chance que teve, não perdoou e estufou as redes do adversário.
ABEL BRAGA – Nota: 10
– Manter o foco depois de tudo o que passou na última semana não é para qualquer um. Se o time não jogou o melhor futebol do mundo, jogou por um objetivo muito maior do que os três pontos: para homenagear o treinador e a torcida. Abel pôs em campo o que entende como o melhor que possui no elenco e não se decepcionou.
FONTENETFLU

Nenhum comentário: