terça-feira, 6 de junho de 2017

ATUAÇÕES: FLUMINENSE 1 X 1 ATLÉTICO-PR

Confira as notas dos jogadores tricolores dadas pela equipe do site
 
Júlio César – Nota: 5
Sem culpa no gol do Atlético-PR, foi pouco acionado no restante do jogo.
Lucas – Nota: 5,5
Fez um bom primeiro tempo, apoiando com frequência. Caiu demais de produção no segundo, sumiu e foi substituído.
(Matheus Alessandro, 24 do 2ºT) – Nota: 5
Procurou o jogo na frente. Afobado, porém, errou diversos lances.
Reginaldo – Nota: 6,5
Firme na marcação na maioria dos lances. Não conseguiu acompanhar Pablo no gol adversário. De cabeça, garantiu o empate tricolor.
Henrique – Nota: 6,5
Seguro, não deu espaços aos atacantes paranaenses nos poucos avanços que tiveram.
Léo – Nota: 5,5
Discreto no apoio, não comprometeu atrás.
Luiz Fernando – Nota: 7
Bem na marcação, ainda achou espaço para bons avanços no primeiro tempo.
(Marcos Junior, 38 do 2ºT) – Nota: 5
Uma ou outra jogada de ponta e nada mais.
Wendel – Nota: 4,5
Não estava em seus melhores dias. Errou passes demais.
Renato – Nota: 4
Oscilou demais na partida. Teve mais baixos do que altos. Fez apenas um bom cruzamento para Richarlison ainda no início que terminou com furada do atacante. Em lance de pura grosseria, tirou o zagueiro adversário Vanderson do jogo ao tentar finalização de bicicleta e acertar a boca do oponente. Deu sorte de não ter sido expulso.
Gustavo Scarpa – Nota: 6
Fez ótimo primeiro tempo, articulando as jogadas tricolores e ainda deu o passe para gol de Reginaldo. Foi mal no segundo.
Richarlison – Nota: 4
Apagadaço, participou muito pouco das jogadas na frente e ainda não conseguiu acompanhar o veterano Jonathan no lance do gol atleticano.
(Pedro, 43 do 2ºT) – Nota: –
Ficou pouco mais de dez minutos em campo. Não deu para fazer absolutamente nada.
Henrique Dourado – Nota: 4,5
Não conseguiu se sobrepor à marcação atleticana e achar espaço em nenhum momento para finalizar. Ficou devendo.
Abel Braga – Nota: 4
Sob seu comando, o Fluminense fez partida sonífera. Não conseguiu achar soluções no decorrer do jogo para mudar o panorama, nem mesmo com um a mais em campo.

Nenhum comentário: