sábado, 9 de maio de 2015

SUADO! COM UM A MAIS E GOL NO FIM, FLU VENCE NA ESTREIA

Tricolor acha vitória por 1 a 0 diante do Joinville no Maracanã
Vinícius, de fora da área, garantiu a vitória do Fluminense com belo chute (Foto: Nelson Perez - FFC)
Vinícius, de fora da área, garantiu a vitória do Fluminense com belo chute (Foto: Nelson Perez – FFC)
Rodrigo Mendes
Parecia que seria mais fácil, mas o Fluminense suou, e muito, para vencer o Joinville por 1 a 0, na noite deste sábado, no Maracanã, na estreia no Campeonato Brasileiro. O Tricolor teve um a mais em campo desde os 22 minutos do primeiro tempo, mas só achou o triunfo aos 43 do segundo, com belo gol de longe de Vinícius. Ufa!
A formação do Fluminense com três volantes, de cara, deu resultado. Pierre, mais preso à marcação, dava a Edson e Jean a liberdade de encostar em Gerson para ajudar ao ataque. Na frente, Kenedy se mexia muito e Fred, mesmo sem ter grandes chances para finalizar, distribuía com qualidade.
O adversário praticamente não ameaçava. O Tricolor tinha total controle da posse de bola e foi empilhando chances de marcar. Kenedy, de frente para o crime, chutou para fora. Antes, Jean já havia parado em defesa do bom goleiro Oliveira. Pouco depois dos 20 minutos, Edson, esperto, roubou bola de Naldo e ia em direção ao gol. O volante adversário, já amarelado, parou com falta, levou o segundo e foi expulso. Aí o domínio ficou maior. Na cobrança da infração, Jean voltou a obrigar o camisa 1 adversário a fazer outra boa intervenção.
Com um a menos, o Joinville se fechou mais ainda e coube ao Fluminense tentar abrir o jogo. Pelas laterais, Wellington Silva e Giovanni até chegavam, mas oscilavam na hora do último passe. Ao fim do primeiro tempo, o 0 a 0 desagradou aos torcedores presentes no Maraca.
Em vantagem numérica, Ricardo Drubscky abriu mão dos três volantes e sacou o estreante Pierre para a entrada de Robert na volta do intervalo. A mexida, porém, não surtiu o efeito esperado. O Fluminense não conseguia manter o ritmo da primeira etapa e pressionar os catarinenses.
O tempo foi passando e nada acontecia, aumentando a tensão da torcida e também dos jogadores. O técnico sacou o apagado Gerson e também o lateral Giovanni para as entradas de Wagner e Vinícius, respectivamente.
Em campo, no entanto, a resposta não vinha e o futebol também não. Mais na base do suor do que na inspiração, o Tricolor apertou o Joinville em seu campo de defesa no fim. Edson acertou, de longe, uma bomba no travessão. Mas o posto de herói da noite estava destinado ao último a entrar em campo. De fora da área, Vinícius acertou o cantinho e trouxe o alívio para a torcida aos 43 minutos do segundo tempo.
O próximo compromisso tricolor na competição é no dia 17 de maio, contra o Atlético-MG, no Mané Garrincha, em Brasília.
O Fluminense jogou com: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Marlon e Giovanni (Vinícius); Pierre (Robert), Edson, Jean e Gerson (Wagner); Kenedy e Fred.
Fonte: Redação NETFLU - Autor: Rodrigo Mendes
DIVULGAÇÃO: Blog Dudé Vieira.

Nenhum comentário: