domingo, 1 de março de 2015

COM CORO POR "WALTER", FLU VENCE, TIRA FLA DO G-4 E ENCERRA SÉRIE DE DERROTAS

Atacante entra no fim, participa de gol de Wellington Silva e time, mesmo jogando mal, passa pelo Resende e retorna para grupo de classificação

Por Volta Redonda, RJ
Foi com sofrimento, bolas na trave para os dois lados e bem longe de uma boa exibição, mas o Fluminense saiu de Volta Redonda com três pontos e pôs fim à série de duas derrotas consecutivas no estadual. No estádio Raulino de Oliveira, a vitória por 1 a 0 sobre o Resende - gol de Wellington Silva aos 42 minutos do segundo tempo - aliviou a equipe que iniciou o jogo pressionada, fora do G-4 e na sexta posição. Agora, com 15 pontos, o Tricolor tira o Flamengo do grupo de classificação e chega ao quarto lugar da tabela.
A vitória tem um pouco da participação dos poucos mais de mil torcedores tricolores, que pressionaram o técnico Cristóvão e pediram Walter em campo. O atacante atuou pela última vez no próprio Raulino de Oliveira, na derrota por 2 a 1 para o Volta Redonda, no dia 18 de fevereiro. Com poucos minutos em campo, o jogador participou do lance do gol, ao chutar de primeira após passe de Fred, para finalização de Wellington Silva - que estava em posição legal.
De resto, o Fluminense mostrou pouco futebol. As melhores lances saíram de chutes de fora da área e em bolas cruzadas para a área. É verdade que Fred, pouco acionado, sofreu pênalti não marcado, mas o desespero levou o torcedor tricolor a pedir em coro a entrada de Walter.
Na próxima rodada, um novo clássico para o Fluminense. O time enfrenta o líder Botafogo, no domingo, às 18h30 no Maracanã, enquanto o Resende joga no sábado contra o Nova Iguaçu, no Laranjão, às 15h30.
Rua Giovanni Oliveira
A estreia como titular do garoto Gerson começou promissora. O meia usava a canhota para organizar as jogadas e aproveitava o bom entrosamento com Kenedy para levar o Fluminense à frente. Logo no início, os dois armaram a jogada, mas ninguém apareceu na área para completar o cruzamento. O lance de maior perigo tricolor acabou saindo meio sem querer. Giovanni avançava pela esquerda e cruzou alto. A bola encobriu o goleiro do Resende, bateu no travessão e pouco depois da linha do gol, sem entrar. 
Se o lateral-esquerdo tricolor ameaçou nesse lance, era pelas costas dele, com a lenta cobertura de Victor Oliveira, que o Resende ameaçava. Foram duas jogada pelo lado esquerdo da defesa do Fluminense. Numa delas, em bonita jogada do Resende, Geovane Maranhão recebeu completamente sozinho - Giovanni se atrasava na recomposição da defesa - e cruzou para Jhulliam completar para o gol, de primeira. Apesar da jogada bem feita, o árbitro acertou ao anular, pois o jogador do Resende estava impedido.
Em outro lance curioso, o Fluminense chegou com perigo e quase marcou. Kenedy dominou na canela e a bola acabou à feição para Vinicius. O chute saiu forte, mas não entrou. Era a segunda bola no travessão. O primeiro terminaria com mais poucas jogadas do Fluminense - Fred chegou a dominar uma bola no peito, mas, desequilibrado, concluiu pela lateral - e a igualdade que persistia no placar, sem grande predomínio do Tricolor no estádio Raulino de Oliveira.
Pênalti em Fred
No apoio, Giovanni chegou bem e cruzou para Vinicius perder um gol na entrada da área, chutando por cima após boa jogada do lateral-esquerdo. O Fluminense tinha um domínio maior da partida no início do segundo tempo. Em outro cruzamento, agora pelo lado direito, Fred foi segurado pela camisa pelo zagueiro Rogério. O árbitro não marcou o pênalti, e o atacante tricolor reclamou muito.
As duas bolas perigosas contra Cavalieri saíram de jogadas de bola aérea. Numa delas, Henrique desviou para trás e obrigou o goleiro tricolor a voar para evitar o gol contra. Em outra, Gabriel, que entrou no segundo tempo no Resende, dominou e girou de voleio, colocando a bola na trave, com Cavalieri batido.
Perto dos 30 minutos, Cristóvão atendeu aos torcedores e colocou Walter em campo. O carismático atacante foi bloqueado na primeira finalização e depois viu de perto Henrique errar a cabeçada, mesmo sozinho na área do Resende. No fim, Marlone, que entrou no meio do segundo tempo, tabelou com Wellington Silva, mas Fred cabeceou fraco para o chão.
O gol do desafogo veio no fim, em toque de Fred para Walter. O carismático atacante pegou de primeira, cruzado, e Wellington Silva escorou para as redes. O gol do "ufa" tricolor: 1 a 0 e fim da série de duas derrotas no Carioca.
FONTE: GLOBOESPORTE.COM
DIVULGAÇÃO: Blog Dudé Vieira.

Nenhum comentário: