domingo, 1 de fevereiro de 2015

COM GOL DE ESTREANTE E DE FRED, FLU INICIA ESTADUAL COM O PÉ DIREITO

Vinícius e Fred marcaram na vitória sobre o Friburguense por 2 a 1
Foto: Nelson Perez
Foto: Nelson Perez
Muito modificado em relação à última temporada, o Fluminense estreou oficialmente na temporada com vitória. Com gols de Vinícius e Fred, o time bateu o Friburguense por 2 a 1, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.
O primeiro tempo do Fluminense foi melhor do que qualquer tricolor poderia esperar. Apesar de o time ter demorado a engrenar, desabrochou no primeiro terço da etapa inicial.
O Tricolor versão 2015 começou lento, com enorme dificuldade para zagueiros e volantes saírem jogando. O Friburguense marcava no campo de defesa e quase marcou de cabeça, com o veteraníssimo Ziquinha logo no início.
Mas no segundo ataque do Flu no jogo, o gol saiu, com Vinícius. Após bate-rebate, o substituto de Conca pegou de perna direita e colocou no canto do goleiro Marcos: 1 a 0.
O tento deu mais volume de jogo ao Fluminense. Vinícius ditava o ritmo no meio-campo, com passes curtos e rápidos. Wagner imprimia velocidade pela esquerda, enquanto Renato e Lucas Gomes apoiavam pelo lado direito. Lá atrás, os problemas de marcação persistiam, mas Henrique se destacou. Foi praticamente perfeito nos desarmes, contando também com a fragilidade do adversário, que impediu maiores problemas.
Novamente pela esquerda, com Wagner afim de jogo, a equipe de Laranjeiras ampliou. Giovanni tabelou com o camisa 10, que invadiu a área e caiu. Pênalti. Fred, pouco acionado, cobrou com muita precisão e fez 2 a 0.
No segundo tempo, Cristóvão Borges resolveu sacar Lucas Gomes para a entrada de Marlone. O esquema se manteve, mas com inversão de posição. Wagner foi para a direita e Marlone, para a esquerda.
A mudança surtiu pouco efeito. O Fluminense não ataca com tanta frequência pelas laterais, o ponto forte da equipe nos primeiros 45 minutos. No meio, Vinícius já não mantinha o ritmo. De positivo, Fred, que nuito mais participativo.
Ainda assim, o Friburguense, muito limitado, não assustava. O jogo ficou morno e com toda a pinta que terminaria 2 a 0. Cristóvão mexeu mais duas vezes: Wellington Silva e Walter nos lugares de Renato e Vinícius, respectivamente. Não melhorou.
O adversário diminuiu o placar aos 25 minutos, com Thales, em desatenção de toda a defesa, especialmente Henrique, que teve uma de suas melhores atuações com a camisa tricolor.
O Friburguense se abriu para tentar o empate e o Flu passou a ter espaço. Marlone foi muito acionado e criou boas oportunidades pelo lado esquerdo, mas o gol não saiu. Envelhecido, a equipe serrana parecia sem pernas para buscar a igualdade e não chegou a incomodar, para alívio dos tricolores. Estreia com pé direito e muito trabalho pela frente.
Fonte: Redação NETFLU - Autor: Leandro Dias
DIVULGAÇÃO: Blog Dudé Vieira.

Nenhum comentário: